Quais os benefícios da suplementação?

O uso de suplementação em conjunto com uma alimentação equilibrada e a prática regular de exercício físico poderão contribuir em muito, para um aumento do bem-estar físico e mental.

Nas últimas décadas a indústria alimentar sofreu muitas alterações, levando ao aparecimento em massa dos alimentos processados, que são na sua maioria pobres em nutrientes.

A vida nas grandes cidades, sobretudo as que se encontram longe do mar ou de espaços agrícolas, faz com que apesar de haver muita variedade e quantidade de alimentos em superfícies comerciais, provoca também uma diminuição na procura de alimentos mais frescos e ricos. Isto leva a uma carência do consumo de alguns nutrientes essenciais ao nosso bem estar físico e mental.

Com o aumento geral da prática de exercício físico, os suplementos alimentares têm sido mais falados do que nunca, assumindo um papel relevante para quem pretende tirar o melhor partido da atividade física ou colmatar uma dieta menos diversificada, ou somente melhorar o bem-estar geral. Assistimos a uma democratização do mundo dos suplementos, desde uma uma gama variada de produtos aos diferentes preços praticados. Apesar de se encontrarem acessíveis a todas as pessoas, devem ser consumidos de forma moderada, informada e perante aconselhamento médico.

São, na sua maioria, compostos por vitaminas e minerais, no entanto também existem aqueles que são compostos apenas por algumas substâncias, como é o caso da spirulina ou clorela e a creatina. 

Existem suplementos naturais e sintéticos. Os naturais são feitos à base de plantas e são considerados menos prejudiciais à saúde, no entanto, não excluem a hipótese de reação alérgica, por isso salienta-se sempre a necessidade de consultar um profissional de saúde para a escolha do suplemento mais adequado.

Para que servem os suplementos alimentares

Os suplementos alimentares, tal como o nome indica, servem para complementar uma dieta, preferencialmente, equilibrada, uma vez que são, também, compostos de substâncias químicas. Ideais para quem pratica atividade física, pois ajudam na reposição de alguns nutrientes, assim como servem de apoio à formação e recuperação muscular.

São compostos por proteínas, gorduras (lípidos), hidratos de carbono, minerais, fibras e vitaminas, entre outros, que irão ajudar à nutrição do organismo. Um dos pontos fortes é o facto de a quantidade por toma ser clara para o consumidor e estar disponível por Dose Diária Recomendada, o que facilita no controlo das quantidades ingeridas e evita riscos de sobredosagem.

Não devem ser utilizados em substituição nem alternativa à alimentação e devem ser recomendados por um médico ou nutricionista, e adaptados às necessidades de cada organismo, dieta e estilo de vida. A utilização incorrecta ou simultânea de suplementos pode conduzir a intoxicações, por isso é sempre necessário analisar as interações com medicamentos e outros suplementos.

Têm como fim melhorar o bem-estar de quem os toma. Alguns suplementos são utilizados para suprir alguma necessidade, prevenção ou apenas para melhorar ou fortalecer o organismo. Existem inúmeros suplementos adaptados para qualquer organismo e têm inúmeros fins como:

Fortalecimento da estrutura óssea; outros para quem faz treinos de alta intensidade, ajudando à recuperação muscular; outros fornecem energia ou ajudam a desintoxicar o organismo; outros servem para compensar a carência de alguns nutrientes, como é o caso da Omega 3; o magnésio também é um dos suplementos muito populares pela variedade de utilizações que pode ter e problemas que pode atenuar; outros suplementos favorecem a concentração e são utilizados para o estudo; outros para fortalecer o sistema imunitário ou melhorar o aspecto da pele, cabelo e unhas; termogénicos que ajudam a queimar gordura e a acelerar o metabolismo, etc.  Os suplementos servem não só para ajudar na perda de peso, como também podem ajudar quem pretende o contrário – o aumento do mesmo

Temos ainda os probióticos, que são bactérias que poderão ajudar a fortalecer a saúde do intestino, da microbiota, o que irá influenciar os restantes órgãos e consequentemente irá afectar a saúde  geral. Os probióticos poderão ser ingeridos aquando da toma de antibióticos, de forma a atenuar os efeitos mais agressivos destes medicamentos e ajudar à recuperação quando o sistema imunitário se encontra debilitado. No entanto, devem ser tomados em horas opostas de forma a não sofrerem interferências e cada um desempenhar correctamente o seu papel. É necessário aconselhamento médico sempre, de forma a tirar o maior benefício nestas situações.

É importante salientar que suplementos não são medicamentos.

Múltiplos problemas podem ser atenuados com o consumo destes suplementos, desde que acompanhados e aconselhados por um profissional de saúde.

Nem sempre conseguimos reunir todos os nutrientes necessários ao pleno funcionamento do nosso organismo, tanto por falta de tempo, disponibilidade de alguns alimentos ou até mesmo por razões geográficas. 

Algumas pessoas estão mais expostas a uma dieta pouco nutritiva por diversas razões

Grupos com alimentação restrita como doentes celíacos ou outras intolerâncias e alergias graves podem, também, beneficiar da toma de suplementos de forma a suprir a carência de alguns nutrientes causados pela dieta rigorosa que têm de cumprir, sem pôr a sua saúde e bem-estar em causa.

A idade também tem influência na forma como absorvemos os nutrientes e torna-se recomendável procurar aconselhamento acerca dos suplementos que poderão ajudar a colmatar estas falhas e a atenuar o envelhecimento. Como por exemplo o défice de cálcio que pode ser compensado com vitamina D ou B12 de forma a prevenir a osteoporose.

Outro grupo, que por vezes, sente necessidade da toma de suplementação, são as pessoas que seguem uma dieta vegana.

Um organismo desnutrido reflete-se não só na nossa resposta imunitária como na nossa saúde mental.

Encontramos suplementos disponíveis sob diversas formas, como ampolas/unidoses, comprimidos, cápsulas, drageias, pastilhas, gomas, gotas, sprays, pós, granulados, xaropes, tónicos e elixires.

Aliando a suplementação a uma alimentação equilibrada e à prática de desporto, o sistema imunitário fica a ganhar. É possível verificar um aumento do bem-estar, dos níveis de energia, concentração, boa disposição e melhoria da saúde em geral.

1